ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Hackers vazam documentos de Lady Gaga e ameaçam outros artistas

Um grupo de hackers vazou alguns documentos pessoais da cantora Lady Gaga e agora ameaça liberar outros dados de celebridades que compõe a empresa de advocacia Grubman Shire Meiselas & Sacks. Intitulados como “REvil“, o grupo inicialmente pediu 21 milhões de dólares para não expor mais documentos das estrelas. Entretanto, segundo o site americano Daily […]

PF quer saber se hackers receberam pagamento em criptomoedas para invadir celulares de autoridades

BRASÍLIA – A Polícia Federal está investigando se os hackers presos na Operação Spoofing receberam moedas virtuais para invadir celulares de autoridades. Os investigadores estão checando as informações colhidas em celulares e computadores dos quatro presos.

Hackers também invadiram celulares de ministros do STF e presidentes da Câmara e do Senado

BRASÍLIA – O Ministério da Justiça confirmou que ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e os presidentes da Câmara e do Senado também foram vítimas do ataque de hackers. Houve acesso a dados e também acesso ao aplicativo de mensagens Telegram.

Governo vai notificar todas as vítimas de hackers

BRASÍLIA – O Ministério da Justiça e a Polícia Federal vão entrar em contato com todas as vítimas que tiveram suas contas invadidas pelos hackers presos na última terça-feira (23).

Ministério da Justiça e Segurança diz que celulares usados por Bolsonaro foram alvo de hackers

BRASÍLIA – Celulares usados pelo presidente Jair Bolsonaro também foram alvos de ataque do grupo de hackers preso esta semana pela Polícia Federal. Foi o que informou o Ministério da Justiça e Segurança Pública hoje (25) pela manhã.

PF prende quatro hackers que teriam invadido celular do ministro Sérgio Moro

BRASÍLIA – A Polícia Federal prendeu quatro pessoas acusadas de crimes digitais suspeitas de envolvimento na invasão do celular do ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro. Foram detidos três homens e uma mulher, aparentemente jovens.

Moro nega, no Senado, conluio com o MPF e diz que deixaria o cargo em caso de ilegalidade comprovada contra ele

BRASÍLIA – O ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse em audiência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, nesta quarta-feira (19), que não tem apego ao cargo e que, se fossem comprovadas irregularidades da parte dele na operação Lava-Jato, pediria demissão.