BrunoJulio

O ex-secretário da Juventude, Bruno Júlio, ao lado de Michel Temer. Foto: reprodução Facebook

7 de janeiro de 2017

Temer aceita demissão de secretário que disse que deveria haver uma chacina por semana nas penitenciárias

BRASÍLIA - O secretário Nacional de Juventude, Bruno Júlio, pediu demissão após dar uma declaração polêmica sobre as chacinas nos presídios de Roraima e Manaus. A assessoria do Palácio do Planalto informou que o pedido foi aceito pelo presidente da República, Michel Temer. Bruno Júlio, que é filiado ao PMDB, havia sido nomeado para a secretaria em junho. Ele afirmou que tinham que ter matado mais presos e que ... Saiba mais »

janeiro 07, 2017