19 de novembro de 2018

Márcia Peltier conversa com o produtor cultural Paulo Emílio Azevedo

Márcia Peltier conversa com o produtor cultural Paulo Emílio Azevedo

Crédito Foto: Patrícia Blasón

Ele é o criador do projeto ‘’Tagarela’’,que levou às ruas do Rio de Janeiro o chamado ‘’slam’’, uma competição entre poetas que recitam textos pela cidade,interagindo com o público.

Ele é Mestre em Políticas Sociais e Doutor em Ciências Sociais e tem se dedicado aos estudos em Antropologia do Corpo e Performance Poética/Palavra falada.

Também coordena o projeto ‘’Posa Que Eu Te Escrevo’’ e o espetáculo teatral ‘’Brutal’’.

Desenvolveu um trabalho com pessoas portadoras de deficiência no Centro de Vida Independente (CVI) em Macaé, no Norte Fluminense.

Durante a conversa com Márcia Peltier, ele diz qual é a  proposta do projeto ‘’Tagarela’’, fala da importância de levar poesia às ruas,conta como o ‘’Tagarela’’ virou filme,revela como é o projeto ‘’Posa Que Eu Te Escrevo’’, comenta a atuação dele no Centro de Vida Independente em Macaé e na direção do espetáculo ‘’Brutal’’ e explica o conceito de ‘’’transformar desastre em arte’’.

Você não pode perder Paulo Emilio Azevedo  no Márcia Peltier Entrevista na  rádio JB FM  (99.9) ,em duas edições diárias: de segunda à sexta , pela manhã às 7h50 e à noite às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos pela manhã às 10h e à noite às 18h.

 

(19/nov) Projeto Tagarela

 

 

 

(20/nov) Competições entre poetas

 

 

 

(21/nov) Virou filme

 

 

 

(22/nov) Posa que eu te escrevo

 

 

 

(22/nov) Brutal

 

 

 

(23/nov) Desastre em arte

 

 

 

(24/nov) Danças com portadores de necessidades especiais 

 

 

 

(25/nov) Brutal