ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Witzel lamenta morte da menina Ágatha e defende política de segurança do Estado

23 de setembro de 2019

Witzel lamenta morte da menina Ágatha e defende política de segurança do Estado

RIO – O governador do Rio, Wilson Witzel, afirmou nesta segunda-feira (23) que a política de segurança adotada durante sua gestão está aproximando os índices de criminalidade do que ele chamou de ‘patamares civilizatórios’. A declaração foi dada durante entrevista coletiva sobre a morte da menina Ágatha, de 8 anos, baleada no Complexo do Alemão, na última sexta-feira (20).

Foto: Nelson Perez/Governo do Estado do Rio de Janeiro

RIO – O governador do Rio, Wilson Witzel, afirmou nesta segunda-feira (23) que a política de segurança adotada durante sua gestão está aproximando os índices de criminalidade do que ele chamou de ‘patamares civilizatórios’. A declaração foi dada durante entrevista coletiva sobre a morte da menina Ágatha, de 8 anos, baleada no Complexo do Alemão, na última sexta-feira (20).

Witzel disse que é indecente usar um caixão como palanque. O governador destacou que a dor de uma família não se consegue expressar e prestou solidariedade aos pais de Ághata. Witzel lembrou que também é pai e tem uma filha de nove anos.

O governador revelou que tem uma reunião marcada com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, na quarta-feira (25), para debater a questão da segurança no Estado. Segundo Witzel, o encontro já estava marcado antes de acontecer a morte da menina.