ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > TSE anuncia medidas para reforçar transparência das urnas eletrônicas

12 de agosto de 2021

TSE anuncia medidas para reforçar transparência das urnas eletrônicas

BRASÍLIA – Uma das ideias anunciadas pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, é criar uma comissão externa formada pela sociedade civil organizada e instituições como as Forças Armadas e a Polícia Federal para acompanhar de perto o processo eleitoral.

José Cruz/Agência Brasil

BRASÍLIA – Dois dias após a Câmara dos Deputados barrar a PEC do voto impresso, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, anunciou nesta quinta-feira (12) medidas para tornar ainda mais transparentes as urnas eletrônicas e o sistema de votação brasileiro para as eleições de 2022.

Os códigos-fonte –  programas inseridos na urna para permitir a votação e a totalização dos votos – serão abertos aos partidos a partir de 1º de outubro deste ano, seis meses antes do prazo legal. Até então, o tempo disponível para inspeção era mais curto: seis meses antes da eleição.

Outra medida é a criação de uma comissão externa com membros da sociedade civil e instituições como as Forças Armadas, o Congresso e a Polícia Federal para fiscalizar e acompanhar de perto todo o processo eleitoral.

O TSE também estuda aumentar o número de urnas auditadas de forma independente durante o teste de integridade, na véspera da eleição.