ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > TRF-2 condena ex-deputados Picciani, Paulo Melo e Albertasse

28 de março de 2019

TRF-2 condena ex-deputados Picciani, Paulo Melo e Albertasse

RIO – Os ex-deputados estaduais do MDB do Rio Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi foram condenados pela 1ª Seção Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região por crimes investigados na operação Cadeia Velha. Essa operação investigou o pagamento de propina a parlamentares para que interesses de empresas de ônibus fossem atendidos na Assembleia Legislativa.

Foto: Reprodução

RIO – Os ex-deputados estaduais do MDB do Rio Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi foram condenados pela 1ª Seção Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região por crimes investigados na operação Cadeia Velha. Essa operação investigou o pagamento de propina a parlamentares para que interesses de empresas de ônibus fossem atendidos na Assembleia Legislativa.

Picciani foi condenado a 21 anos de prisão; Paulo Mmelo, a 12 anos e 10 meses;  e Edson Albertassi , a 13 anos e 4 meses de reclusão. Os três cumprem prisão preventiva. Todos ainda terão que pagar multas. Picciani foi multado em R$ 11 milhões; Paulo Melo em R$ 7 milhões e Albertassi em R$ 6 milhões.

Os três ainda podem recorrer com embargos de declaração e embargos infringentes. A condenação  também deixa os ex-deputados inelegíveis por 8 anos. Picciani é o único que vai permanecer em prisão domiciliar.

Outras condenações

O empresário de ônibus Jacob Barata Filho foi condenado a 12 anos de prisão pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, por corrupção ativa. O ex-presidente da Fetranspor Lélis Teixeira, por sua vez, foi sentenciado a 13 anos de reclusão pelo mesmo crime. O juiz Marcelo Bretas condenou, ainda, Felipe Picciani, a 17 anos de prisão, e o ex-banqueiro José Augusto dos Santos a seis anos de reclusão.