Supremo decide que Justiça Eleitoral deve julgar crimes associados ao caixa dois

Supremo Tribunal Federal/ STF

BRASÍLIA – O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que caberá à Justiça Eleitoral julgar crimes associados ao caixa dois. A decisão foi por 6 votos a 5. Esse resultado representa uma derrota da força-tarefa da Lava-Jato.

Votaram para enviar os processos à Justiça Eleitoral o ministro relator  Marco Aurélio Mello, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Dias Toffoli, presidente do STF.

Votaram a favor de que os processos fossem divididos com a Justiça comum os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

O julgamento foi desempatado por Dias Toffoli, presidente da corte, o último a votar.