ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Spunik V tem alta eficácia contra variante brasileira do novo coronavírus

24 de maio de 2021

Spunik V tem alta eficácia contra variante brasileira do novo coronavírus

BUENOS AIRES – Estudo feito na Argentina mostrou que 99,65% dos participantes nos testes clínicos desenvolveram anticorpos para a cepa brasileira no 42º dia após a segunda dose da vacina.

Divulgação / RDIF

BUENOS AIRES – A vacina ‘Sputnik V’ tem alta eficácia contra a variante brasileira do coronavírus, identificada inicialmente em Manaus. Foi o que demonstrou uma pesquisa feita pelo Instituto de Virologia da Universidade Nacional de Córdoba, na Argentina. Os dados foram divulgados pelo Fundo Russo de Investimento Direto que financia o desenvolvimento do imunizante.

O estudo apontou que 99,65% dos participantes nos testes clínicos desenvolveram anticorpos para a cepa brasileira do vírus no 42º dia após a aplicação da segunda dose da vacina. Além disso, 85,5% dos indivíduos adquiriram a proteção no  14º dia depois da primeira dose.

Na semana passada, a farmacêutica União Química desistiu de fazer estudos clínicos da ‘Sputnik V’ no Brasil. A empresa já tentou obter a aprovação para o uso emergencial do imunizante no país, mas teve o pedido negado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.