ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Servidores são condenados a 17 anos de prisão por desvio de medicamentos de alto custo em hospital da UFF

18 de junho de 2019

Servidores são condenados a 17 anos de prisão por desvio de medicamentos de alto custo em hospital da UFF

NITERÓI – A Justiça Federal condenou dois servidores públicos pelo desvio de medicamentos de alto custo da farmácia do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói. Reprodução Google Maps

NITERÓI – A Justiça Federal condenou dois servidores públicos pelo desvio de medicamentos de alto custo da farmácia do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Segundo o Ministério Público Federal, Maria de Fátima Leal Manhães e Valmir Nelson Moreira teriam inserido dados falsos no Sistema de Controle de Medicamentos entre 2009 e 2010, causando prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 67 mil. Na época, eles eram chefe e subchefe da farmácia da unidade.

Uma sindicância do serviço de farmácia do hospital encontrou lançamentos fictícios de medicamentos no sistema, que não foram comprovadamente utilizados.

Além da perda do cargo público, Maria de Fátima e Valmir Moreira foram condenados a 17 anos de prisão, em regime inicialmente fechado e multa, pelos crimes de peculato, inserção de dados falsos no sistema e violação do sigilo funcional.