ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Senadores apresentam pedido de CPI para apurar assédio eleitoral cometido por empresários e prefeitos

26 de outubro de 2022

Senadores apresentam pedido de CPI para apurar assédio eleitoral cometido por empresários e prefeitos

O requerimento tem 28 assinaturas, uma a mais que o exigido. CPI tem que ser lida em plenário.

Roque Sá/Agência Senado

Senadores protocolaram um pedido de criação de uma CPI para apurar denúncias de assédio eleitoral contra empresários e prefeitos. Esse tipo de assédio ocorre quando donos de empresas, ameaçam os funcionários ou prometem benefícios para quem votar em determinado candidato.

O requerimento, apresentado pelo senador Alexandre Silveira, do PSD de Minas Gerais, reuniu 28 assinaturas, uma além do exigido para o pedido ser formalmente protocolado.

“Conseguimos as assinaturas necessárias para a instalação da CPI que propus para investigar o assédio eleitoral envolvendo empresários contra seus empregados e agentes públicos durante as eleições de 2022”, escreveu Silveira no Twitter.

Para começar a funcionar, a CPI ainda precisa ser lida em plenário e depois instalada. O presidente do senado, Rodrigo Pacheco, já avisou que a casa só analisará pedidos de CPI após o segundo turno das eleições.