ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Sara Giromini é transferida da PF para o presídio da ‘Colmeia’, em Brasília

17 de junho de 2020

Sara Giromini é transferida da PF para o presídio da ‘Colmeia’, em Brasília

BRASÍLIA – Ativista pró-Bolsonaro foi presa em operação que investiga atos contra a democracia

Reprodução

BRASÍLIA – A extremista Sara Giromini, chefe do autodenominado Grupo 300 do Brasil, de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, foi transferida na tarde desta quarta-feira (17) da carceragem da Polícia Federal, em Brasília, para a penitenciária feminina do Distrito Federal conhecida como Colmeia.

De acordo com o secretário de administração penitenciária, Adval Cardoso, Sara vai ficar isolada em uma cela.

A ativista foi presa durante operação da Polícia Federal que investiga atos contra a democracia.