ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Rio: traficante Nem é condenado a 66 anos de prisão por duplo homicídio

6 de setembro de 2018

Rio: traficante Nem é condenado a 66 anos de prisão por duplo homicídio

RIO – O Tribunal de Justiça do Rio condenou o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, a 66 anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver de jovens em maio de 2011. O julgamento durou mais de um dia.

Apontado como chefe da quadrilha que controlava a venda de drogas na Rocinha at&eacute

O traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem. Reprodução

RIO – O Tribunal de Justiça do Rio condenou o traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, a 66 anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver de jovens em maio de 2011. O julgamento durou mais de um dia.

Apontado como chefe da quadrilha que controlava a venda de drogas na Rocinha até pouco tempo, Nem foi condenado pelos homicídios qualificados e pelas ocultações de cadáver da modelo Luana Rodrigues de Sousa, de 20 anos, e da amiga dela, Andressa de Oliveira, de 25.

Segundo o Ministério Público, o motivo foi o fato das jovens terem desaparecido com uma carga de haxixe.

Na mesma sentença, Thiago de Souza Cheru foi condenado a 30 anos e quatro meses de prisão. Anderson Rosa Mendonça e Rodrigo Belo Ferreira foram absolvidos.

Os réus participaram do júri por videoconferência, com exceção de Anderson, que pediu para não assistir ao julgamento.

Nem cumpre pena no presídio federal de Porto Velho, em Rondônia, e os outros estão presos no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.