ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Rio passa a ter cinco estágios na escala de monitoramento da cidade

18 de novembro de 2019

Rio passa a ter cinco estágios na escala de monitoramento da cidade

Sede do Centro de Operações Rio. Divulgação

RIO – A cidade do Rio de Janeiro passará a contar com cinco estágios na escala de monitoramento, no lugar dos três, que são usados atualmente. A mudança foi anunciada, hoje (18), pelo prefeito Marcelo Crivella, e a previsão é implantar os novos níveis na semana que vem por causa do Verão, estação conhecida por ter chuvas fortes.

O Centro de Operações Rio usa essa escala para responder às condições meteorológicas e de mobilidade durante tempestades e eventos extraordinários. A nova escala de monitoramento da capital será formada pelos estágios: normalidade, mobilização, atenção, alerta e crise. Até então, o COR operava nos estágios de normalidade, atenção e crise.

O prefeito do Rio concedeu uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (18) e anunciou também que não vai mais ceder o Sambódromo ao governo do estado. Crivella explicou que conseguiu com o Ministério do Turismo as verbas necessárias para as obras da Marquês de Sapucaí.

Confira abaixo os novos cinco estágios de monitoramento da cidade do Rio de Janeiro:

– Normalidade: sem chuva e ventos abaixo de 20 km/h;

– Mobilização: sem chuva, mas com imagens de radar indicando a possibilidade de pancadas dali a três horas, além de ventos entre 40 km/h e 49,9 km/h em duas estações climáticas do Alerta Rio ou em leituras seguidas em um mesmo ponto;

– Atenção: registros de chuva entre 10,1 mm e 24,9 mm em 15 minutos, além de ventos entre 60 km/h e 89,9 km/h em duas estações ou leituras seguidas;

– Alerta: chuva acumulada acima de 25 mm em 15 minutos e 60 mm em uma hora. E também por ventos acima de 90 km/h em duas estações ou em leituras seguidas;

– Crise: agravamento ou prolongamento do estágio de alerta e deve contar com a determinação do prefeito.