Rio: Liesa determina que Imperatriz seja rebaixada e desfile na série A no carnaval de 2020

Desfile da Imperatriz Leopoldinense no carnaval de 2019. Divulgação Riotur

RIO – A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) decidiu que a escola de samba Imperatriz Leopoldinense será rebaixada, assim como determina o regulamento. A decisão foi tomada ontem (10) à noite em assembleia geral da entidade, no Centro do Rio.

Sendo assim, não haverá virada de mesa e a Liesa voltará a ter 13 agremiações em 2020 com as escolas de samba Imperatriz Leopoldinense e Império Serrano desfilando na série A no ano que vem.

A votação dos membros da Liesa foi secreta. Foram 28 votos pela manutenção do regulamento, 13 a favor da Imperatriz e uma abstenção.

Se fosse mantida a virada de mesa, essa seria a terceira manobra consecutiva para evitar o rebaixamento de escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval do Rio. 

O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, chegou a pedir demissão do cargo, mas após o resultado da reunião de ontem (11) à noite, ele voltou atrás, a pedido de membros da Assembleia. 

Na próxima semana, deve haver o sorteio da ordem dos desfiles do carnaval 2020.