ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Rio: incêndio que destruiu Museu Nacional começou após um curto no ar condicionado

4 de abril de 2019

Rio: incêndio que destruiu Museu Nacional começou após um curto no ar condicionado

RIO – A Polícia Federal divulgou nesta quinta-feira (4) o laudo sobre o incêndio que destruiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, no ano passado.

O primeiro sinal de fumaça foi identificado às 19h13 do domingo 2 de setembro e, segundo o perito especialista em incêndio Carlos Alberto Tr

O incêndio que destruiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão aconteceu no dia 2 de setembro. Agência Brasil/ Tânia Rêgo

RIO – A Polícia Federal divulgou nesta quinta-feira (4) o laudo sobre o incêndio que destruiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, no ano passado.

O primeiro sinal de fumaça foi identificado às 19h13 do domingo 2 de setembro e, segundo o perito especialista em incêndio Carlos Alberto Trindade, o fogo começou após um curto no ar condicionado do auditório.

Não foi informado se houve ação dolosa no incêndio que destruiu o Museu Nacional porque ainda há diligências em andamento. Peritos de vários estados foram enviados ao Rio para o trabalho pericial.

Ainda de acordo com Carlos Trindade, testes foram feitos no piso do auditório com matérias combustíveis distintos, como álcool, gasolina e diesel. O objetivo era confrontar as marcas provocadas no piso pelas chamas geradas com esses materiais com as que foram formadas após o incêndio.