ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Rio: ex-comandante do Batalhão da Ilha é condenado a 20 anos de prisão

25 de setembro de 2018

Rio: ex-comandante do Batalhão da Ilha é condenado a 20 anos de prisão

RIO – A Justiça Militar condenou o ex-comandante do 17º Batalhão (Ilha do Governador), na Zona Norte do Rio, tenente-coronel Dayzer Corpas Maciel e mais 11 policiais militares a penas que variam de 17 a 20 anos de prisão por extorsão mediante sequestro e roubo. A sentença é da juíza da auditoria da justiça militar, Ana Paula Monte Figueiredo Pena Barros

Batalhão da Ilha do Governador. Reprodução Google Maps

RIO – A Justiça Militar condenou o ex-comandante do 17º Batalhão (Ilha do Governador), na Zona Norte do Rio, tenente-coronel Dayzer Corpas Maciel e mais 11 policiais militares a penas que variam de 17 a 20 anos de prisão por extorsão mediante sequestro e roubo. A sentença é da juíza da auditoria da justiça militar, Ana Paula Monte Figueiredo Pena Barros

Quatro policiais foram absolvidos, Dayzer Corpas foi quem ganhou a maior punição: 20 anos.

Os 12 policiais chegaram a ser presos em 2014, durante a Operação Ave de Rapina, acusados de sequestrar traficantes e cobrar resgates de R$ 300 mil.

Dois grupos seriam os alvos dos agentes, um do Morro do Dendê, na própria Ilha, e o outro seria de criminosos que comandavam o tráfico de drogas na comunidade de Senador Camará, na Zona Oeste.