ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Receita aponta à Procuradoria-Geral da República suspeita de corrupção de Delcídio do Amaral

27 de novembro de 2018

Receita aponta à Procuradoria-Geral da República suspeita de corrupção de Delcídio do Amaral

BRASÍLIA – A Receita Federal comunicou à Procuradoria-Geral da República suspeitas de crime e afronta do senador cassado Delcídio do Amaral ao acordo de delação premiada firmado pelo político.

Segundo a Receita, entre as suspeitas está o pagamento de uma festa de 15 anos para a filha que teria custado R$ 600 mil, sem comprova&cc

Foto: Arquivo Agência Brasil

BRASÍLIA – A Receita Federal comunicou à Procuradoria-Geral da República suspeitas de crime e afronta do senador cassado Delcídio do Amaral ao acordo de delação premiada firmado pelo político.

Segundo a Receita, entre as suspeitas está o pagamento de uma festa de 15 anos para a filha que teria custado R$ 600 mil, sem comprovação da origem dos recursos. A defesa do senador cassado informou que não vai comentar a denúncia porque não foi notificada ou intimada sobre os procedimentos do fisco.

Delcídio do Amaral fechou acordo de delação em 2016, após ter sido preso por suspeita de tentar atrapalhar a delação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Atualmente, Delcídio está em casa e cumpre prestação de serviços à comunidade a cada seis meses, conforme prevê o acordo de delação.