ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Próximo governo pede que Cuba e Venezuela não recebam convites para posse de Bolsonaro

17 de dezembro de 2018

Próximo governo pede que Cuba e Venezuela não recebam convites para posse de Bolsonaro

BRASÍLIA – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não foi convidado pelo Itamaraty para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro no dia 1º de janeiro, em Brasília. A informação foi divulgada pelo futuro ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pelo Twitter. Araújo contou que não há lugar para Maduro numa celebração da

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não foi convidado pelo Itamaraty para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. Arquivo Agência Brasil

BRASÍLIA – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não foi convidado pelo Itamaraty para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro no dia 1º de janeiro, em Brasília. A informação foi divulgada pelo futuro ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pelo Twitter. Araújo contou que não há lugar para Maduro numa celebração da democracia e explicou ainda que o convite não seria feito em respeito ao povo venezuelano.

Apesar dessa postagem de Ernesto Araújo, o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, afirmou que Nicolás Maduro foi convidado para a posse do presidente eleito do Brasil.

A orientação inicial do Ministério das Relações Exteriores foi convidar todos os países, mas, depois, a orientação foi não incluir Cuba e Venezuela para a posse de Jair Bolsonaro como presidente brasileiro.