ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Processo sobre sítio de Atibaia, que pode manter Lula preso, chega à segunda instância

16 de maio de 2019

Processo sobre sítio de Atibaia, que pode manter Lula preso, chega à segunda instância

PORTO ALEGRE – O processo que investiga se o ex-presidente Lula foi beneficiado com reformas no sítio de Atibaia chegou ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que julga os casos de segunda instância da Operação Lava-Jato.

Foto: Agência Brasil

PORTO ALEGRE – O processo que investiga se o ex-presidente Lula foi beneficiado com reformas no sítio de Atibaia chegou ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que julga os casos de segunda instância da Operação Lava-Jato. Caso seja condenado antes de setembro, ele perde o direito de deixar a prisão onde cumpre pena pelo caso do tríplex do Guarujá.No processo sobre o sítio de Atibaia, Lula foi condenado pela juíza Gabriela Hardt a 12 anos e 11 meses de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Em abril, o Superior Tribunal de Justiça confirmou a condenação do ex-presidente no processo do tríplex do Guarujá. Mas diminuiu a pena de 12 anos e um mês para 8 anos, dez meses e 20 dias de prisão. Com isso, a defesa pediu que o ex-presidente deixe a cadeia em setembro, quando se completa um sexto da sentença, na chamada progressão de pena. Porém, se ele for condenado em segunda instância no caso do sítio de Atibaia, a pena se somaria à do tríplex e Lula perderia o direito à progressão.