ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Policiais criticam nova investigação no caso Marielle e Anderson

2 de novembro de 2018

Policiais criticam nova investigação no caso Marielle e Anderson

Rio de Janeiro – O Sindicato e a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio de Janeiro criticaram a instauração de um inquérito paralelo a investigação dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Em nota, representantes da categoria, afirmam que o ministro da segurança pública, Raul Jungmann, tentou capitalizar dividendos políticos em ci

Foto: reprodução Facebook

Rio de Janeiro – O Sindicato e a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio de Janeiro criticaram a instauração de um inquérito paralelo a investigação dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Em nota, representantes da categoria, afirmam que o ministro da segurança pública, Raul Jungmann, tentou capitalizar dividendos políticos em cima da investigação, dando mais credibilidade a criminosos do que a agentes do poder público de notória história de combate à criminalidade.

 

Nesta quinta-feira (01), Jungmann, informou que a Polícia Federal vai apurar interferências na investigação da morte de Marielle e Anderson. Duas testemunhas do caso denunciaram a ação de uma organização criminosa para desviar as investigações e dificultar a identificação dos autores e mandantes do crime. A Polícia Federal vai entrar no caso a pedido da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge.