Polícia prende integrantes de torcidas organizadas do Vasco e Botafogo por agressões em fevereiro

Torcedores reagiram com pedras, paus e fogos de artifício que feriram os animais da tropa. Reprodução internet

RIO – Policiais de 20 delegacias deflagraram, neste sábado (20),  no Rio, uma operação para prender integrantes de torcidas organizadas. Sete pessoas foram presas nas primeiras horas da operação. Entre os detidos, estão torcedores do Botafogo e do Vasco. Camisas e materiais usados pelos grupos foram apreendidos pelos policiais.

Ao todo, são dez mandados de prisão de acusados de agressões a policiais militares do Regimento de Cavalaria. Esses torcedores são acusados de agredir policiais militares do Regimento de Cavalaria no dia 17 de fevereiro após o jogo Fluminense e Vasco, pela final da Taça Guanabara, no Maracanã.

No tumulto, várias pessoas ficaram feridas. Nesse dia houve ainda uma briga judicial entre os dois clubes para saber qual torcida ocuparia o setor sul do estádio. Integrantes da Fúria Jovem do Botafogo, aliados da Força Jovem do Vasco, participaram da agressão.

Segundo a polícia, os acusados vão responder pelos crimes de condutas de promoção de tumulto, associação criminosa e dano ao patrimônio público.