ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Polícia prende dono da empresa de refrigerantes Dolly por fraude fiscal

10 de maio de 2018

Polícia prende dono da empresa de refrigerantes Dolly por fraude fiscal

SÃO PAULO – O dono da companhia de refrigerantes Dolly, Laerte Codonho, foi preso hoje (10) em casa, em Cotia, na Grande São Paulo. Investigações apontam que o empresário tem culpa por fraude fiscal estruturada, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A PM de São Paulo informou que não houve resistência. Dois h

Divulgação Dolly

SÃO PAULO – O dono da companhia de refrigerantes Dolly, Laerte Codonho, foi preso hoje (10) em casa, em Cotia, na Grande São Paulo. Investigações apontam que o empresário tem culpa por fraude fiscal estruturada, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A PM de São Paulo informou que não houve resistência. Dois helicópteros foram apreendidos em São Bernardo do Campo, e quatro carros de luxo, em Cotia. Os PMs também encontraram e apreenderam dinheiro em espécie, incluindo notas de real, dólar americano, euro e libra esterlina, na mansão de Codonho. O valor total não foi divulgado.

Informações preliminares apontam que a justiça considerou que a companhia demitiu funcionários e os recontratou em outra companhia com o intuito de fraudar o INSS. O dinheiro desviado com a fraude é estimado em R$ 4 bilhões.

Codonho teve a prisão temporária decretada e foi levado ao 77ªDP, onde chegou segurando um papel com os dizeres: "Preso pela Coca-Cola".

Também foram presos nesta quinta-feira (10) o ex-contador da Dolly Rogério Raucci e o ex-gerente financeiro da empresa, César Requena Mazzi.