ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Atirador mais jovem matou comparsa antes de cometer suicídio após massacre em escola em Suzano (SP), diz polícia

13 de março de 2019

Atirador mais jovem matou comparsa antes de cometer suicídio após massacre em escola em Suzano (SP), diz polícia

SÃO PAULO – Um dos assassinos que invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, matou o comparsa e depois cometeu suicídio, após o massacre. A informação foi divulgada pela polícia paulista, modificando a versão inicial de que a dupla cometeu suicídio, depois de matar 5 alunos, duas funcionárias do colégio e o dono de uma loja de au

Foto: Reprodução Facebook

SÃO PAULO – Um dos assassinos que invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, matou o comparsa e depois cometeu suicídio, após o massacre. A informação foi divulgada pela polícia paulista, modificando a versão inicial de que a dupla cometeu suicídio, depois de matar 5 alunos, duas funcionárias do colégio e o dono de uma loja de automóveis nas proximidades.

A investigação apontou que o atirador mais jovem, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, matou o comparsa Luiz Henrique de Castro, de 25, e depois deu fim à própria vida. Os dois eram ex-alunos da escola.

O secretário de Segurança Pública de São Paulo João Camilo Pires de Campos, disse, em entrevista coletiva, que Guilherme havia deixado a escola no ano passado depois de passar por problemas. Porém, não foi claro se o ex-aluno foi expulso ou saiu por conta própria. Ainda não há uma explicação sobre o que motivou o crime.