ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > PMs do Ceará exigem anistia e aumento salarial para encerrar motim

27 de fevereiro de 2020

PMs do Ceará exigem anistia e aumento salarial para encerrar motim

FORTALEZA – As reivindicações serão examinadas por uma comissão formada por representantes dos três poderes.

Foto: Reprodução

FORTALEZA – Os policiais militares amotinados no Ceará divulgaram uma lista de reivindicações para acabar com a paralisação por aumento de salário que já dura dez dias. Entre as 18 exigências está a anistia para quem participa do movimento, ponto que o governador Camilo Santana já declarou ser inegociável.

Os PMs também condicionam a volta ao trabalho a um reajuste salarial que contemple a previsão da inflação para 2021 e 2022, e o pagamento de adicionais noturno, de insalubridade e por risco de vida, entre outros pontos. As reivindicações serão examinadas por uma comissão formada por representantes dos três poderes.