ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > PF indicia Vale e a consultora TÜV SÜD por causa de rompimento de barragem em Brumadinho

20 de setembro de 2019

PF indicia Vale e a consultora TÜV SÜD por causa de rompimento de barragem em Brumadinho

BRASÍLIA – A Polícia Federal indiciou 7 funcionários da mineradora Vale e 6 membros da consultora alemã TÜV SÜD pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos. As duas empresas também foram indiciadas.

O rompimento da barragem de Brumadinho aconteceu no 25 de janeiro deste ano. Fotos Públicas/ Ricardo Stuckert

BRASÍLIA – A Polícia Federal indiciou 7 funcionários da mineradora Vale e 6 membros da consultora alemã TÜV SÜD pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos. As duas empresas também foram indiciadas.

Esses indiciamentos fazem parte da primeira parte das investigações da PF sobre o rompimento da barragem I da mina Córrego do Feijão em Brumadinho, em Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro deste ano.  A tragédia deixou 249 mortos identificados e 21 pessoas continuam desaparecidas.

A Polícia Federal aguarda a conclusão de perícias criminais sobre os crimes ambientais e os de homicídio para fazer novos indiciamentos.

O crime de falsidade ideológica ocorreu quando funcionários das duas empresas celebraram contratos utilizando informações falsas contidas nos documentos de Declaração de Condição de Estabilidade (DCE), feitos em 2018. Já a imputação por documentos falsos é por causa de dois registros de declarações de estabilidade junto a entidades governamentais, em 2017.