ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Petroleiros iniciam paralisação e desafiam TST, que declarou a greve ilegal

30 de maio de 2018

Petroleiros iniciam paralisação e desafiam TST, que declarou a greve ilegal

Divulgação Federação Única dos Petroleiros

RIO – Os petroleiros iniciaram uma paralisação de 72 horas em refinarias, plataformas, terminais e fábricas de lubrificantes. A decisão desafia o Tribunal Superior do Trabalho (TST), que declarou ilegal a greve da categoria.

O movimento programou atos e manifestações ao longo do dia, mas os petroleiros informaram que não há parada na produção. Segundo o diretor do Sindspetro Caxias, Luciano Leite, a Reduc opera normalmente nesta manhã (30).

A lista de reivindicações incluem a redução dos preços do gás de cozinha e dos combustíveis e a saída imediata do atual presidente da Petrobras, Pedro Parente. O movimento também é contrário a uma possível privatização da estatal.

Já a greve dos caminhoneiros entra hoje (30) no 10º dia. Mesmo com o acordo entre o governo e as lideranças da paralisação, manifestantes mantém protestos em pelo menos seis estados do país nesta manhã. Há manifestação em rodovias do Rio e também de São Paulo, Minas, Bahia, Paraná e Santa Catarina. A concessionária Novadutra informou que a Via Dutra tem motoristas estacionados às margens da rodovia em trechos, como Barra Mansa, Piraí e Seropédica.