ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Parlamentares do PT pedem ao CNJ que Moro seja impedido de integrar o ministério de Bolsonaro

7 de novembro de 2018

Parlamentares do PT pedem ao CNJ que Moro seja impedido de integrar o ministério de Bolsonaro

BRASÍLIA – Três deputados e seis senadores do PT apresentaram representação ao Conselho Nacional de Justiça pedindo que o juiz Sergio Moro seja impedido de assumir outro cargo público. A ideia é evitar que Moro assuma o Ministério da Justiça no governo Bolsonaro.

Os parlamentares acusam o juiz e o presidente eleito de &quo

A senadora Gleisi Hoffmann é um dos nomes que entraram com representação ao CNJ pedindo que o juiz Sergio Moro seja impedido de assumir outro cargo público. Divulgação PT

BRASÍLIA – Três deputados e seis senadores do PT apresentaram representação ao Conselho Nacional de Justiça pedindo que o juiz Sergio Moro seja impedido de assumir outro cargo público. A ideia é evitar que Moro assuma o Ministério da Justiça no governo Bolsonaro.

Os parlamentares acusam o juiz e o presidente eleito de "troca de favores", e dizem que Moro age com parcialidade "gritante" para prejudicar o Partido dos Trabalhadores. Os deputados e senadores citam declaração do vice-presidente eleito, Hamilton Mourão, de que Moro e Bolsonaro tinham entrado em contato ainda na campanha.

Para os parlamentares do PT, que já haviam representado contra moro no CNJ dizendo que ele interferiu no processo eleitoral, a entrevista de Mourão reforça a acusação. É que, faltando poucos dias para o primeiro turno da eleição, o juiz liberou parte da delação do ex-ministro Antonio Palocci com acusações a Lula.

Segundo o PT, isso teria beneficiado a candidatura de Bolsonaro.