15 de março de 2019

Pai, madrasta e mais dois são condenados pela morte do menino Bernardo Boldrini no RS

Pai, madrasta e mais dois são condenados pela morte do menino Bernardo Boldrini no RS

TRÊS PASSOS (RS) – A Justiça condenou os acusados da morte do menino Bernardo Boldrini, depois de cinco dias de julgamento, no Rio Grande do Sul. O menino foi morto por uma injeção letal em abril de 2014.

O pai de Bernardo, Leandro Boldrini, foi condenado a 33 anos e 8 meses de prisão em regime fechado. A madrasta, Gracielle Ugulini, pegou 34 anos e 7 meses de reclusão.

Outra envolvida, Edelvânia Wirganonicz foi sentenciada 23 anos, também em regime fechado. O irmão dela, Evandro Wirganovicz, recebeu pena de 9 anos e 6 meses em regime semiaberto.