ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Operador do PSDB, Paulo Preto, é condenado a 145 anos de prisão na Lava-Jato

7 de março de 2019

Operador do PSDB, Paulo Preto, é condenado a 145 anos de prisão na Lava-Jato

SÃO PAULO – A Justiça Federal em São Paulo condenou o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, a 145 anos e 8 meses de prisão por peculato e associação criminosa.

A decisão é da Juiza Maria Isabel do Prado, titular da 5º Vara Federal Criminal. A magistrada considera que Paulo Preto comando

Ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. Agência Brasil/ José Cruz

SÃO PAULO – A Justiça Federal em São Paulo condenou o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, a 145 anos e 8 meses de prisão por peculato e associação criminosa.

A decisão é da Juiza Maria Isabel do Prado, titular da 5º Vara Federal Criminal. A magistrada considera que Paulo Preto comandou um esquema de desvio de mais de R$ 7 milhões que deveriam ter sido usados na indenização de moradores prejudicados por obras viárias em São Paulo. O ex-diretor da Dersa também terá que pagar multa de R$ 13,4 milhões.

A Justiça Federal decretou, ainda, a perda dos bens de Paulo Preto e o ressarcimento de mais de R$ 7,7 milhões aos cofres públicos junto com outros condenados.

Na semana passada, o ex-diretor da Dersa, apontado como operador do PSDB, foi condenado a 27 anos e 8 dias de prisão por fraudes em licitações e por ter participado de formação de cartel em obras públicas.