ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Operador do esquema liderado por Cabral demora a sair da cadeia por problemas com documentação

17 de novembro de 2018

Operador do esquema liderado por Cabral demora a sair da cadeia por problemas com documentação

RIO – Problemas com o alvará de soltura atrasaram a saída do homem apontado como o operador do esquema de corrupção liderado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral do presídio de Benfica, na Zona Norte carioca. Carlos Miranda deveria ter deixado a prisão ontem (16) para cumprir pena em regime domiciliar.

Ele está preso h&aacute

Carlos Miranda foi preso na Operação Calicute. Reprodução redes sociais

RIO – Problemas com o alvará de soltura atrasaram a saída do homem apontado como o operador do esquema de corrupção liderado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral do presídio de Benfica, na Zona Norte carioca. Carlos Miranda deveria ter deixado a prisão ontem (16) para cumprir pena em regime domiciliar.

Ele está preso há mais de dois anos e ganhou redução de pena e direito a prisão domiciliar após fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Carlos Miranda, que é apontado pelos investigadores como o "braço direito" de Cabral, detalhou aos procuradores pagamentos feitos a políticos e pessoas envolvidas nos esquemas de corrupção. Agora ele seguirá no regime domiciliar fechado, onde será monitorado por tornozeleira eletrônica, e vai pagar multa à justiça no valor de R$ 4 milhões.