ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Operação prende milicianos que impunham venda de cigarro contrabandeado

5 de julho de 2018

Operação prende milicianos que impunham venda de cigarro contrabandeado

RIO – A Polícia Civil prendeu 10 pessoas durante uma operação contra milicianos envolvidos no contrabando e venda de cigarros piratas do Paraguai. De acordo com a investigação, os detidos integravam um grupo paramilitar que atua em comunidades da Zona Oeste do Rio e da Baixada Fluminense, onde obriga os comerciantes a vender os cigarros contrabandeados.

Divulgação Polícia Civil

RIO – A Polícia Civil prendeu 10 pessoas durante uma operação contra milicianos envolvidos no contrabando e venda de cigarros piratas do Paraguai. De acordo com a investigação, os detidos integravam um grupo paramilitar que atua em comunidades da Zona Oeste do Rio e da Baixada Fluminense, onde obriga os comerciantes a vender os cigarros contrabandeados.

Entre os detidos está um policial militar da UPP da Fazendinha e três agentes penitenciários. Um desses guardas seria o braço-direito de Wellington da Silva Braga, conhecido como Ecko, e apontado como chefe da maior milícia do estado do Rio. Segundo a polícia, a quadrilha está à frente da maior rede de comércio de cigarros contrabandeados no estado.