06 de dezembro de 2018

Operação contra jogo do bicho cumpre mandados na quadra e no barracão da escola de samba Grande Rio

Operação contra jogo do bicho cumpre mandados na quadra e no barracão da escola de samba Grande Rio

Quadra da escola de samba Grande Rio, na Baixada Fluminense. Divulgação Grande Rio

RIO - Agentes da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio iniciaram o dia de hoje (6) cumprindo mandados de busca e apreensão em 11 endereços ligados ao jogo do bicho na Baixada Fluminense.

As investigações apontam que Antônio Jayder Soares da Silva, presidente de honra da escola de samba Grande Rio, comanda uma organização criminosa. Além dele, quatro pessoas foram denunciadas por organização criminosa e lavagem de dinheiro proveniente da exploração de jogos de azar.

Homens da polícia e do Ministério Público foram à quadra da Grande Rio, em Duque de Caxias, e ao galpão da agremiação, na Cidade do Samba, na Zona Portuária.

A operação, que foi batizada de Mala Fortuna, também cumpre bloqueio e sequestro de bens dos denunciados no valor de R$ 20 milhões.