ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > OMS e OIT alertam que longas horas de trabalho aumentam risco de morte

17 de maio de 2021

OMS e OIT alertam que longas horas de trabalho aumentam risco de morte

RIO – Acidente vascular cerebral e doenças cardíacas são as causas mais comuns.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

RIO – Trabalhar 55 horas ou mais por semana aumenta em 35% o risco de morte por acidente vascular cerebral e em 17% por doença cardíaca, em comparação com uma semana de trabalho de 35 a 40 horas.É o que aponta um estudo da Organização Mundial da Saúde e da Organização Internacional do Trabalho.

As duas entidades concluíram que, em 2016,  morreram  745 mil pessoas de AVC ou do coração em consequência das longas horas de trabalho. Por esse mesmo motivo, entre 2000 e 2016, as mortes por doenças cardíacas aumentaram  42%, e por AVC, 19%.

No momento em que a pandemia mudou profundamente o mundo laboral, especialistas alertam para um aumento dos riscos associados às longas horas de trabalho e pedem a adoção de leis que limitem a carga horária.