ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Museu Nacional inaugura primeira exposição após incêndio que destruiu acervo no ano passado

17 de janeiro de 2019

Museu Nacional inaugura primeira exposição após incêndio que destruiu acervo no ano passado

RIO – O Museu Nacional vai abrir hoje (17) a primeira exposição depois do incêndio que destruiu parte do acervo do espaço que fica na Quinta da Boa Vista, em setembro do ano passado. Obras ficarão expostas no prédio da Casa da Moeda, antiga sede do museu localizada na Praça da República, no Centro do Rio.

A mostra Quando Nem

A réplica do mosassauro, lagarto marinho do período cretáceo com seus 5 metros de comprimento, faz parte da exposição. Fernando Frazão / Agência Brasil

RIO – O Museu Nacional vai abrir hoje (17) a primeira exposição depois do incêndio que destruiu parte do acervo do espaço que fica na Quinta da Boa Vista, em setembro do ano passado. Obras ficarão expostas no prédio da Casa da Moeda, antiga sede do museu localizada na Praça da República, no Centro do Rio.

A mostra Quando Nem Tudo Era Gelo – Novas Descobertas no Continente Antártico inclui 160 peças do projeto Paleoantar, dedicado a coletar e estudar rochas e fósseis da Antártica. Entre elas estão oito peças que foram resgatadas dos escombros do prédio que pegou fogo, além de ossos e  réplicas de animais pré-históricos. Nessas oito peças expostas, há um fragmento de rocha vulcânica e um tronco fossilizado de 70 milhões a 80 milhões de anos que se encontra com aspecto metalizado devido ao impacto de um armário que derreteu no incêndio.

Também estão expostos ainda fósseis de répteis, baleias, lagostas, pinha e samambaias. No percurso, os vistantes também poderão ver como é o trabalho dos paleontólogos, quais ferramentas eles usam, como se abrigam e como se locomovem.

A mostra estava praticamente pronta na época do incêndio, porque seria aberta um mês depois, e quem visitar a Casa da Moeda durante os próximos quatro meses poderá ver de perto achados paleontológicos nunca mostrados ao público.

A exposição Quando Nem Tudo Era Gelo – Novas Descobertas no Continente Antártico poderá ser visitada de terça-feira a sábado, das 10h as 16h, e no domingo, das 10h às 15h.