ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > MPF reabre investigação sobre morte de Herzog

30 de julho de 2018

MPF reabre investigação sobre morte de Herzog

RIO – O Ministério Público Federal de São Paulo reabriu as investigações do caso Vladimir Herzog, o jornalista torturado e morto pela ditadura militar em 1975. O inquérito foi retomado depois que a Corte Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos, condenou o Estado brasileiro e considerou o assassinado um crime contra a humanidade.

Reprodução

RIO – O Ministério Público Federal de São Paulo reabriu as investigações do caso Vladimir Herzog, o jornalista torturado e morto pela ditadura militar em 1975. O inquérito foi retomado depois que a Corte Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos, condenou o Estado brasileiro e considerou o assassinado um crime contra a humanidade.

O procurador Sergio Suiama explicou que esse é um caso atípico em relação aos outros, envolvendo mortos e desaparecidos. Segundo ele, houve um inquérito militar, ainda que tenha sido montada uma farsa de modo que parecesse suicídio, e foi aberto um inquérito para justificar o que houve.

Na avaliação do procurador, os responsáveis deixaram rastros que facilitam o trabalho do Ministério Público. O Estado não pode mais recorrer à existência da prescrição nem a aplicação do princípio da lei de anistia.