ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > MPF denuncia empresária por manter empregada trancada e sem comida em Copacabana

14 de maio de 2018

MPF denuncia empresária por manter empregada trancada e sem comida em Copacabana

Agência Brasil

RIO – O Ministério Público Federal denunciou uma empresária por submeter a empregada doméstica a condições de trabalho análogas à escravidão. De acordo com a ação, a doméstica chegou a ficar trancada na área de serviço de um apartamento em Copacabana, na Zona Sul do Rio, por uma semana, sem direito a alimentação.

De acordo com a denúncia, a mulher teria submetido a empregada a condições degradantes de trabalho no período entre dezembro de 2010 e fevereiro de 2011.  Na época, a mulher, que veio de Brasília para o Rio de Janeiro com a empresária, chegou a adoecer e, de acordo com testemunhas que fazem parte da denúncia, a patroa considerou que, se a empregada não podia trabalhar, também não poderia receber salário ou comer.

Os relatos contam que a vítima também era submetida a jornadas de trabalho ilegais, que começavam às 7h e iam até meia-noite, sem nenhum descanso semanal.

O caso foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro em 2014.