ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Mourão quer volta da Venezuela ao convívio democrático ‘sem medida extrema’

25 de fevereiro de 2019

Mourão quer volta da Venezuela ao convívio democrático ‘sem medida extrema’

BOGOTÁ – O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira (25), na Colômbia, que o governo brasileiro acredita ser possível encontrar uma solução ‘sem qualquer medida extrema’ para ‘devolver a Venezuela ao convívio democrático das Américas’. Mourão deu a declaração durante o encontro do Grupo de Lima, em Bogotá.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

BOGOTÁ – O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira (25), na Colômbia, que o governo brasileiro acredita ser possível encontrar uma solução ‘sem qualquer medida extrema’ para ‘devolver a Venezuela ao convívio democrático das Américas’. Mourão deu a declaração durante o encontro do Grupo de Lima, em Bogotá.

O Brasil foi representado pelo vice-presidente e pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. O Grupo de Lima foi criado em 2017 por iniciativa do governo peruano para pressionar o regime de Nicolás Maduro a restabelecer a democracia na Venezuela.

Além de Brasil e Peru, integram o grupo a Argentina, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Chile, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá e Paraguai.

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, disse que é preciso usar "todos os cenários internacionais possíveis" para restabelecer a democracia e retirar Nicolas Maduro do poder.