ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Morre catador de papel baleado ao tentar ajudar músico que teve carro fuzilado por militares no Rio

18 de abril de 2019

Morre catador de papel baleado ao tentar ajudar músico que teve carro fuzilado por militares no Rio

RIO – Morreu, na madrugada desta quinta-feira (18), o catador de papel Luciano Macedo que foi baleado na ação do Exército no último dia 7, que terminou na morte do músico Evaldo Rosa, após o carro dele ser atingido por 80 tiros…

Carro do musico foi atingido por 80 tiros. Reprodução

RIO – Morreu, na madrugada desta quinta-feira (18), o catador de papel Luciano Macedo que foi baleado na ação do Exército no último dia 7, que terminou na morte do músico Evaldo Rosa, após o carro dele ser atingido por 80 tiros disparados pelos militares em Guadalupe, na Zona Norte do Rio.

Luciano estava internado em estado grave no  Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, e passou por uma cirurgia no tórax, ontem (17) à tarde, por causa de complicações no pulmão.

O catador de papel foi baleado ao tentar ajudar Evaldo e a família do músico no momento do ataque dos militares do Exército.

Luciano tinha 28 anos e deixa a mulher grávida de cinco meses.