ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Ministro do STF nega prisão domiciliar para o ex-ministro Geddel

31 de março de 2020

Ministro do STF nega prisão domiciliar para o ex-ministro Geddel

BRASÍLIA – Os advogados alegaram que Geddel deveria cumprir prisão domiciliar para evitar a contaminação pelo novo coronavírus por pertencer ao grupo de risco de contágio.

Geddel está preso acusado de lavagem de dinheiro e associação criminosa. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

BRASÍLIA – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, negou pedido de prisão domiciliar feito pela defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima, condenado a 14 anos e 10 meses de prisão por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Os advogados alegaram que Geddel deveria cumprir prisão domiciliar para evitar a contaminação pelo novo coronavírus por ter 61 anos, sofrer de doenças crônicas e pertencer ao grupo de risco de contágio.

Ao rejeitar a prisão domiciliar, Fachin disse que a justiça de Salvador, onde Geddel está preso, informou que o ex-ministro permanece em cela individual e que medidas de prevenção estão sendo aplicadas no presídio.