ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Militar faz esposa e filhos reféns na Zona Norte do Rio por 14 horas

15 de maio de 2019

Militar faz esposa e filhos reféns na Zona Norte do Rio por 14 horas

RIO – Um homem de 50 anos, que seria um tenente-coronel do Exército, mantém a esposa e os dois filhos gêmeos, de 11 anos, reféns desde às 20h de ontem(14) no apartamento onde moram na Rua Cerqueira Daltro, em Cascadura , na Zona Norte do Rio. 

Tenente-coronel do Exército, a esposa e os dois filhos numa festa de aniversário. Arquivo Pessoal

RIO – Durou 14 horas a negociação entre a polícia e o tenente-coronel do Exército que mantinha a família refém em Cascadura, na Zona Norte do Rio. O militar, identificado apenas como André Luiz, estava desde as 20h de ontem (14) mantendo a esposa e os filhos gêmeos de 11 anos presos dentro do apartamento onde moravam na Rua Cerqueira Daltro. O oficial pediu a presença dos pais para se entregar.  

Testemunhas contaram que a relação do tenente-coronel com a mulher, a professora Luciana Arminda, de 45 anos, sempre foi conturbada. Ainda segundo os relatos, o oficial proibia a mulher de sair de casa com as crianças. 

O prédio foi isolado para a ação da polícia. Equipes do Bope, um major e uma psicóloga participaram da negociação. Uma ambulância do Samu chegou a ficar na porta do edifício, e um atirador de elite ficou de prontidão em um prédio próximo.

Dentro do apartamento foi encontrada uma pistola, mas nenhum tiro foi disparado e ninguém ficou ferido.

Um vizinho contou que horas antes da movimentação dos policiais no local, a mulher gritava por ajuda enquanto era agredida. Ainda de acordo com vizinhos, o tenente-coronel é muito ciumento e se descontrolou após desconfiar que estava sendo traído pela mulher.

Parentes da mulher informaram que há um ano ela tenta se separar do tenente-coronel e já fez vários boletins de ocorrência contra ele.

O sequestro começou às 20h de ontem (14), quando a mulher correu para a varanda e gritou por socorro, e terminou por volta das 10h de hoje (15).