ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Marinha abre processo para investigar acidente com navio na ponte Rio-Niterói 

15 de novembro de 2022

Marinha abre processo para investigar acidente com navio na ponte Rio-Niterói 

RIO – O navio não causou comprometimento na estrutura da ponte. A batida provocou apenas pequenos danos nos aparelhos de apoio.

Reprodução redes sociais

RIO – A Marinha investiga o acidente com o navio graneleiro São Luiz, que bateu contra a ponte Rio-Niterói na noite passada, obrigando a interditar a via nos dois sentidos por mais de três horas. A ponte amanheceu hoje (15) com bloqueios no sentido Rio, onde aconteceu o acidente, mas o tráfego foi totalmente liberado por volta das 11h. 

O navio foi arrastado pelo vento e ficou à deriva, atingindo a estrutura da ponte perto de Niterói. Segundo a Marinha, o navio é objeto de processo judicial e está ancorado desde 2016 na Baía de Guanabara.   

A vistoria realizada pela concessionária Ecoponte na manhã de hoje (15) concluiu que a colisão do navio não causou comprometimento na estrutura da via. O acidente provocou apenas pequenos danos nos aparelhos de apoio da ponte. Os reparos no guarda-corpo foram feitos na manhã de hoje (15).

A torre de exaustão da embarcação ficou avariada justamente na parte que bateu na ponte. O navio foi construído em 1994, está fundeado na Baía de Guanabara desde 2016 e não tem tripulação desde 2018.