Marco Aurélio Mello chama de ‘mordaça’ decisão de tirar reportagem do ar

Foto: José Cruz/Agência Brasil

BRASÍLIA – O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, chamou de ‘mordaça’ a decisão do colega, Alexandre de Moraes, de mandar retirar do ar reportagem da revista ‘Crusoé’ e do site ‘O Antagonista’ que citava o presidente do STF, Dias Toffoli, e a construtora Odebrecht.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Marco Aurélio disse que a medida não se coaduna com os ares democráticos da Constituição de 1988. O ministro disse não se lembrar, nem no regime pretérito, que foi regime de exceção, de medidas ‘tão virulentas como essa’, segundo suas palavras.

Marco Aurélio Mello apontou o que chamou de ‘um problema de autoestima’ entre os magistrados, principalmente Dias Toffoli e Alexandre de Moraes.

 Segundo Marco Aurélio, eles precisam tirar o pé do acelerador, ter menos autoestima e observar com rigor a lei das leis, que é a Constituição Federal. ‘Não se avança culturalmente se não for assim’, concluiu Marco Aurélio Mello.