ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Liesa decide, com apoio de Crivella, que nenhuma escola de samba será rebaixada do grupo especial no carnaval do Rio

1 de março de 2018

Liesa decide, com apoio de Crivella, que nenhuma escola de samba será rebaixada do grupo especial no carnaval do Rio

RIO – A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) decidiu cancelar o rebaixamento da Acadêmicos do Grande Rio e do Império Serrano do Grupo Especial. As duas escolas ficaram nas duas últimas posições na apuração do carnaval deste ano e seriam rebaixadas para a Série A.

A decisão foi tomada ontem (28) à noite após votação plenária, e só Mangueira e Port

Carro alegórico da Grande Rio no carnaval de 2018. Divulgação Riotur

RIO – A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) decidiu cancelar o rebaixamento da Acadêmicos do Grande Rio e do Império Serrano do Grupo Especial. As duas escolas ficaram nas duas últimas posições na apuração do carnaval deste ano e seriam rebaixadas para a Série A.

A decisão foi tomada ontem (28) à noite após votação plenária, e só Mangueira e Portela foram contrárias à anulação do rebaixamento. A Liesa recebeu uma carta da prefeitura do Rio, em que o prefeito Marcelo Crivella diz "não se opôr" à decisão da plenária. A carta também foi assinada pelo diretor-presidente da Riotur, Marcelo Alves.

Com essa medida, o grupo especial em 2019 terá 14 escolas de samba, incluindo a Unidos do Viradouro, que subiu da Série A. No grupo de acesso, serão 12 agremiações desfilando.

Esse é o 2º ano consecutivo que nenhuma escola será rebaixada. No ano passado, a Paraíso do Tuiuti já tinha se livrado do rebaixamento, por conta de um acidente na avenida que deixou uma pessoa morta e mais de 20 feridas. A Unidos da Tijuca também não caiu após um desfile em que um carro alegórico despencou.

Leia mais:
Cidade do Rio comemora 453 anos com shows, bolo e eventos culturais