ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Lava Jato prende ex-executivo da Odebrecht e apreende chaves de acesso ao sistema de propina da empreiteira

21 de agosto de 2019

Lava Jato prende ex-executivo da Odebrecht e apreende chaves de acesso ao sistema de propina da empreiteira

SÃO PAULO – A Polícia Federal (PF) deflagrou a 63º fase da operação Lava Jato na manhã de hoje (21) com um total de dois mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão. Um mandado de prisão já foi cumprido.

Arquivo Agência Brasil

SÃO PAULO – A Polícia Federal (PF) deflagrou a 63º fase da operação Lava Jato na manhã de hoje (21) com um total de dois mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão.

Os agentes prenderam em São Paulo o ex-executivo da Odebrecht Maurício Ferro, cunhado do empresário Marcelo Odebrecht. O advogado Nilton Serson também é alvo de mandado de prisão, mas está nos EUA.

Na casa de Maurício ferro, foram apreendidas quatro chaves de criptografia que podem abrir duas pastas secretas do sistema de controle de pagamentos de propina do setor de operações estruturadas da empreiteira, que ficou conhecido como o “Departamento de Propina”.

Essa nova fase da Lava Jato investiga a suspeita de pagamentos periódicos por parte da Odebrecht a dois ex-ministros identificados na planilha do setor de operações estruturadas da empreiteira como “Italiano” e “Pós-Itália”.

Esse pagamento de propina tinha como objetivo, entre outras coisas, a aprovação de medidas provisórias que instituiriam o programa chamado de refis da crise. 

Em depoimento dado em abril deste ano,  o empresário Marcelo Odebrecht contou que “italiano” seria o ex-ministro Antônio Palocci e “pós-Itália” era Guido Mantega.