ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Justiça mantém condenação de bicheiros no Rio

16 de maio de 2019

Justiça mantém condenação de bicheiros no Rio

RIO – Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da Segunda Região, no Rio, manteve a condenação dos bicheiros Aniz Abrahão David, o Anísio,  patrono da Beija-Flor, e Aílton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães, ligado à Unidos Vila Isabel. Ambos tiveram a pena reduzida de 47 para 26 anos de prisão. Ainda cabe recurso.

Foto: Wikipedia

RIO – Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da Segunda Região, no Rio, manteve a condenação dos bicheiros Aniz Abrahão David, o Anísio,  patrono da Beija-Flor, e Aílton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães, ligado à Unidos Vila Isabel. Ambos tiveram a pena reduzida de 47 para 26 anos de prisão. Ainda cabe recurso.

Além da redução da pena, os desembargadores reconheceram a prescrição dos crimes de formação de quadrilha. Na primeira instância, os contraventores haviam sido condenados  por corrupção ativa, passiva e formação de quadrilha, entre outros crimes.