ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Justiça concede regime semiaberto a Alexandre Nardoni, condenado pela morte da filha em 2008

1 de maio de 2019

Justiça concede regime semiaberto a Alexandre Nardoni, condenado pela morte da filha em 2008

SÃO PAULO – A justiça de São Paulo concedeu o regime semiaberto a Alexandre Nardoni, que foi condenado a 30 anos e dois meses de prisão pela morte da filha Isabella Nardoni. Alexandre está preso na penitenciária de Tremembé há 11 anos e pleiteava o regime mais brando desde setembro do ano passado.

Alexandre Nardoni e a filha, Isabella. Montagem reprodução redes sociais

SÃO PAULO – A justiça de São Paulo concedeu o regime semiaberto a Alexandre Nardoni, que foi condenado a 30 anos e dois meses de prisão pela morte da filha Isabella Nardoni. Alexandre está preso na penitenciária de Tremembé há 11 anos e pleiteava o regime mais brando desde setembro do ano passado.

A decisão foi dada pela juíza Sueli Zeraik, da 1ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, e o Ministério Público já informou que vai recorrer.

O regime semiaberto permite que o presidiário trabalhe fora da unidade durante o dia e volte para a cadeia somente para dormir. Se Alexandre Nardoni tiver bom comportamento, ele poderá deixar a prisão por até 35 dias ao ano, durante as saídas temporárias.

A juíza considerou que Alexandre tem comportamento carcerário considerado ótimo e que nenhum fator desabona a conduta dele dentro do sistema prisional. Sueli Zeraik Também ponderou que ele tem vínculos familiares estruturados e planos para o futuro que apontam para uma retomada gradual da vida pessoal, profissional e familiar.

Isabella Nardoni morreu em março de 2008 ao ser jogada do 6º andar do prédio onde morava com o pai e a madrasta, Ana Carolina Jatobá.

A justiça de São Paulo concedeu em 2017 o mesmo benefício a Anna Carolina, que foi condenada a 26 anos e 8 meses pelo homicídio qualificado da enteada.