ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Justiça autoriza transferência do ex-presidente Lula para São Paulo

7 de agosto de 2019

Justiça autoriza transferência do ex-presidente Lula para São Paulo

BRASÍLIA – A justiça autorizou a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está detido na carceragem a Polícia Federal em Curitiba, para um estabelecimento prisional de São Paulo. A decisão é da juíza Carolina Lebbos, que é a responsável pela execução penal do ex-presidente, e foi publicada no sistema da justiça federal do Paraná hoje (7) pela manhã.

Lula ganhou autorização da justiça para ser transferido para São Paulo. Arquivo Agência Brasil

BRASÍLIA – A justiça autorizou a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está detido na carceragem a Polícia Federal em Curitiba, para um estabelecimento prisional de São Paulo. A decisão é da juíza Carolina Lebbos, que é a responsável pela execução penal do ex-presidente, e foi publicada no sistema da justiça federal do Paraná hoje (7) pela manhã.

Lula está preso em Curitiba desde abril do ano passado. Ele cumpre pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP).

A justiça acolheu um pedido da defesa do petista para que ele fique mais próximo da família. A juíza Carolina Lebbos também atendeu pedido da Polícia Federal que havia alegado que a permanência de Lula da Superintendência de Curitiba vem causando transtornos não só à instituição como a vizinhança.

A magistrada não definiu o local em São Paulo, informando que isso fugia de sua competência legal. Agora, cabe a Polícia Federal definir como e quando será essa transferência.

Horas depois da decisão, o juiz corregedor Paulo Eduardo de Almeida Sorci, do Tribunal de Justiça de São Pulo, determinou que o ex-presidente seja levado para a penitenciária 2 de Tremembé, no interior paulista. Conhecida como “presídio dos famosos”, a penitenciária de Tremembé abriga hoje presos envolvidos em casos de grande repercussão como Alexandre Nardoni, Gil Rugai e Cristian Cravinhos.

Ainda não se sabe quando o ex-presidente será transferido para São Paulo.