14 de março de 2019

Justiça absolve quatro policiais acusados de tortura e morte de Amarildo na Rocinha

Justiça absolve quatro policiais acusados de tortura e morte de Amarildo na Rocinha

Arquivo Agência Brasil

RIO - A justiça do Rio absolveu quatro dos 12 policiais militares condenados em primeira instância pela tortura, morte e ocultação de cadáver do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, na UPP da Rocinha, em julho de 2013. A decisão foi tomada pela 8º Câmara Criminal da Justiça do Rio.

Os policiais tinham sido condenados em 2016 pela 35º Vara Criminal da Capital.

Os absolvidos são os soldados Jairo da Conceição Ribas e Fábio Brasil da Rocha, que antes foram condenados a 10 anos e quatro meses de prisão, e as policiais Rachel de Souza Peixoto e Thaís Rodrigues Gusmão, que tinham recebido a condenação de nove anos e quatro meses.

Os outros oito policiais condenados pelo caso Amarildo tiveram a condenação mantida.