ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Investigado por suspeita de fraude, ministro do Trabalho afastado, Helton Yomura, fica em silêncio na PF

5 de julho de 2018

Investigado por suspeita de fraude, ministro do Trabalho afastado, Helton Yomura, fica em silêncio na PF

BRASÍLIA – O ministro do Trabalho afastado do cargo por ordem do Supremo Tribunal Federal, Helton Yomura, ficou em silêncio na Polícia Federal e se recusou a informar a senha do celular funcional utilizado por ele. Yomura alegou que o aparelho possui “informações e arquivos privados” e que também era usado para fins particulares. O ministro afastado é alvo de investiga&ccedil

Neto Souza/Divulgação PTB

BRASÍLIA – O ministro do Trabalho afastado do cargo por ordem do Supremo Tribunal Federal, Helton Yomura, ficou em silêncio na Polícia Federal e se recusou a informar a senha do celular funcional utilizado por ele. Yomura alegou que o aparelho possui “informações e arquivos privados” e que também era usado para fins particulares. O ministro afastado é alvo de investigação da nova etapa da ‘Operação Registro Espúrio’, que apura fraudes na concessão de registros sindicais.

Além de afastar Yomura do cargo, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, mandou prender Julio de Souza Bernardes, chefe de gabinete do ministro do Trabalho; Jonas Antunes Lima, chefe de gabinete do deputado Nelson Marquezelli, do PTB de São Paulo; e Adriano José Lima Bernardo, superintendente do Ministério do Trabalho no estado do Rio. A Polícia Federal também fez buscas no gabinete de Nélson Marquezelli, na Câmara dos Deputados.