ouça
ao vivo

botão de play

Tocando agora

...

...

Home > Notícias > Into inicia o ano com queda nas doações de sangue

14 de janeiro de 2022

Into inicia o ano com queda nas doações de sangue

Divulgação

RIO – O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) começou o ano de 2022 com queda nas doações de sangue com a nova onda de casos de Covid-19 causada pela variante Ômicron. O comparecimento de doadores está bem abaixo da meta necessária para atender às cirurgias de alta complexidade realizadas no hospital localizado em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

A doação de sangue pode ser feita por qualquer pessoa que tenha de 16 a 69 anos, pese mais de 50 quilos e que apresente bom estado de saúde. O mesmo vale para quem já se recuperou de formas brandas da Covid-19 há um mês ou mais. Para casos graves, porém, o prazo para retomar as doações é de um ano.

Fica impedido de doar por duas semanas quem teve contato com casos suspeitos ou confirmados e quem retornou de qualquer viagem internacional. Também há uma janela necessária após a vacinação contra a Covid. Se a dose for da Coronavac, o período é de 48 horas, assim como ocorre com a vacina da gripe. Já para as fabricantes Astrazeneca/Fiocruz, Pfizer ou Jansen, é necessário aguardar sete dias.

Não é preciso agendamento prévio, e o Into oferece transporte gratuito para doações feitas em grupo e marcadas junto à equipe de captação.

O banco de sangue do Into funciona às segundas, quartas e sextas, das 8h às 17h, menos nos feriados.

Para doar sangue, basta portar um documento de identidade, salvo para jovens de 16 ou 17 anos, que precisam também de uma autorização dos pais ou responsáveis legais por meio de um formulário próprio do Hemointo. Não é permitido estar em jejum.